Justiça nega habeas corpus para primo do goleiro Bruno

Ele está preso por suspeita de envolvimento no sumiço e suposta morte de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno

AE |

selo

A 4.ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) negou na tarde de quarta-feira o pedido de habeas corpus para Sérgio Rosa Sales, de 22 anos, primo do goleiro Bruno Fernandes. Ele está preso por suspeita de envolvimento no sumiço e suposta morte de Eliza Samudio, ex-amante do atleta. De acordo com o TJ, dois desembargadores votaram contra o pedido de liberdade e um votou a favor.

Em sua decisão, o relator do recurso, desembargador Doorgal Andrada, disse que "no que tange à alegação acerca da existência de uma situação diferenciada em relação ao réu Sérgio Rosa Sales, pelo fato de ter este, na fase inquisitiva, contribuído, em tese, com a Justiça, tenho que tal argumento, isoladamente, não se sustenta para justificar o desmembramento do feito".
AE
Acusados estão presos por participação na morte de Eliza Samudio, que desapareceu no início de junho de 2010. O corpo não foi encontrado

    Leia tudo sobre: brunoelizacrimemortesamudio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG