Goleiro Bruno Fernandes troca de advogado

Envolvido em polêmicas, Ércio Quaresma foi retirado da defesa. Ex-advogado de Macarrão, Cláudio Dalledone Júnior, assume o caso

Camila Dias, especial para o iG |

O goleiro Bruno Fernandes, acusado da morte da ex-amante Eliza Samudio, trocou de advogado nesta segunda-feira, segundo afirmou ao iG Cláudio Dalledone Júnior, que afirma ser seu novo defensor.

O atleta recebeu visitas dos advogados na Penitenciária Nelson Hungria (Nova Contagem – MG), onde está preso, e assinou o subestabelecimento destituindo Ércio Quaresma e nomeando Cláudio Dalledone Júnior. Quaresma confirmou ter deixado o caso, mas não quis se manifestar sobre o assunto.

Dalledone representava Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, braço direito do goleiro, e agora trabalhará exclusivamente para Bruno. Segundo Dalledone, o convite partiu do próprio jogador que teria gostado da atuação dele durante os interrogatórios dos réus, em Contagem.

Nesta segunda-feira, o novo defensor embarcou para o Rio de Janeiro para tomar conhecimento do processo em que Bruno é acusado de tentar obrigar Eliza Samudio a fazer aborto em setembro do ano passado.

“Já estamos no prazo das alegações escritas, vou pedir a renovação para que eu possa me atualizar e vou escrever a defesa do Bruno. Eu não desisti de pedir a anulação do processo no Superior Tribunal de Justiça (STJ)”, afirma.

Um dos argumentos do advogado é que as cartas precatórias cumpridas no Rio de Janeiro, em Maceió, em São Paulo e na região metropolitana de Belo Horizonte ainda não chegaram e é preciso conhecer os outros depoimentos para que se façam as alegações finais.

null“Tivemos um excepcional depoimento do Perito George Sanguinetti lá em Maceió e isso tem que compor os autos até para que os outros advogados tenham ciência disso tudo. Não vou permitir que esse processo ande tocado pela pressa do “tribunal da imprensa”. Vou atravessar uma petição amanhã para que se comece a iniciar o prazo para as alegações finais da defesa após a chegada de todas as cartas precatórias”, contesta.

Exigências do defensor

Uma das condições impostas pelo novo defensor é que nenhum outro advogado seja nomeado para trabalhar com ele. Dalledone quer atuar sozinho e não admite, sequer, a participação de Ércio Quaresma. “A partir de hoje Quaresma não está mais no caso. Trabalhar sozinho foi uma das condições que eu impus ao Bruno. Ainda advirto a outros profissionais que não estejam lá conversando com Bruno porque ele já tem advogado constituído. O advogado sou eu, sob pena de cometimento de infração ética”, disse.

A informação sobre a troca de defesa ainda não foi confirmada oficialmente pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), porque o subestabelecimento foi entregue no Fórum de Belo Horizonte para que os advogados não precisassem ir ao fórum de Contagem.

De acordo com a assessoria de imprensa do fórum, por dia entram cerca de 7 mil pedidos semelhantes a esse, por isso não seria possível verificar o caso de maneira imediata.

O advogado Ércio Quaresma, porém, acompanhou Dalledone no aeroporto, confirmou as informações, mas preferiu não gravar entrevistas. Ao sair de Confins, Quaresma foi para a OAB, onde recebeu a notificação sobre a audiência que deve ocorrer no dia 30/11, no Tribunal de Ética da Ordem, quando a instituição vai decidir se suspende ou não seus direitos advocatícios.

O presidente da comissão de ética da OAB, Fábio Henri Siqueira, afirmou que toda a documentação já foi entregue, bem como o vídeo de Quaresma fazendo uso de crack e que o julgamento será no próximo dia 30.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG