Flamengo decide suspender temporariamente contrato de Bruno

Comissão jurídica criada pelo clube carioca vai manter a medida até a conclusão do inquérito

AE |

Uma comissão criada pelo Flamengo para tratar do caso do goleiro Bruno, investigado pelo desaparecimento de sua ex-amante Eliza Samudio, de 25 anos, decidiu suspender temporariamente o contrato do goleiro até a conclusão do inquérito. A primeira reunião da comissão aconteceu na noite desta quarta-feira.

O advogado esportivo de Bruno, Diogo Souza, já foi comunicado da decisão e voltará a se reunir nesta quinta com a direção do clube. O Flamengo, porém, está encontrando dificuldades para punir o goleiro porque o seu contrato não inclui direitos de imagem e segue as leis trabalhistas.

Enquanto isso, Bruno e seu amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, permanecem na Divisão de Homicídios, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Eles estão sendo ouvidos na delegacia após se apresentarem na Polinter do Andaraí, zona norte.

Ambos tiveram a prisão decretada pela Justiça nesta quarta por suspeita de envolvimento no desaparecimento de Eliza Samudio, de 25 anos. Eliza foi amante de Bruno e tentava provar na Justiça que o jogador é pai de seu filho de quatro meses. A jovem desapareceu no início de junho e a polícia já trabalha com a hipótese da sua morte.

    Leia tudo sobre: iggoleiro brunoflamengo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG