Expectativa é grande para a chegada de Bruno e "Macarrão" em BH

Goleiro do Flamengo e amigo, suspeitos do desaparecimento de Eliza Samudio, deixam o Rio rumo à capital mineira

Alessandra Mendes, especial para o iG |

Jornalistas de todo o País já se concentram na porta do Departamento de Investigações (DI), em Belo Horizonte, para onde devem ser trazidos o goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes, e o amigo dele Luís Henrique Ferreira Romão, conhecido como Macarrão. Os dois devem ir para a capital mineira no avião da polícia civil, que já está no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. O avião Bandeirante, que cabe nove pessoas, deve pousar no hangar da polícia civil no Aeroporto da Pampulha - BH.

Ainda não há um horário certo para a chegada de Bruno e Macarrão no DI, a expectativa é que isso aconteça ainda na manhã desta quinta-feira (8). Tudo depende da resposta do pedido de transferência que a polícia mineira fez à Justiça do Rio. Assim que chegarem a Belo Horizonte, Bruno e Macarrão devem ser ouvidos na delegacia pelos policiais que conduzem a investigação do desaparecimento de Eliza Samudio.

O goleiro Bruno pode ser condenado a até 56 anos de prisão, somando os processos que ele responde no Rio de Janeiro e Minas Gerais. Os crimes são: sequestro e lesão corporal, cometidos contra Eliza no Rio de Janeiro, e homicídio triplamente qualificado, formação de quadrilha e ocultação de cadáver, crimes que teria cometido contra a ex-amante em Minas Gerais.

    Leia tudo sobre: eliza samudiogoleiro brunodesaparecimento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG