Em Minas Gerais, Justiça ouve mais testemunhas do caso Bruno

Nesta quarta-feira, durante depoimentos em outra audiência, Bruno passou mal e desmaiou. Goleiro acompanha depoimentos de hoje

AE |

selo

Uma nova audiência sobre o caso Bruno está marcada para esta tarde. Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), 16 testemunhas devem prestar esclarecimentos sobre o caso envolvendo o desaparecimento de Eliza Samudio, ex-amante de Bruno Fernandes de Souza. A audiência ocorre na cidade de Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG).

AE
Bruno após desmaiar em audiência nesta quarta-feira
Já estão no fórum da cidade o goleiro Bruno; o amigo Luiz Henrique Romão, o Macarrão; o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola; Sérgio Rosa Sales; Elenilson Vitor da Silva; Flávio Caetano de Araujo; Wemerson Marques de Souza, o Coxinha; Dayanne de Souza e Fernanda de Castro.

O ex-goleiro do Flamengo está preso desde julho pelo desaparecimento - e já considerada morte - de Eliza, que tentava provar na Justiça que Bruno é pai do filho dela. Em audiência realizada nesta quarta-feira, Bruno passou mal e desmaiou no Fórum de Ribeirão das Neves e foi levado duas vezes para o hospital.

Das 16 testemunhas, 15 são testemunhas pertencentes à defesa de Bola. Elas serão ouvidas pela juíza Ana Paula Lobo Pereira de Freitas. 

 Quatro pedidos de habeas corpus para acusados de envolvimento na morte de Eliza Samudio entraram ontem na pauta da sessão da 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG). Um já foi julgado e negado. Outros dois foram adiados e podem ser retomados na próxima sessão da 4ª Câmara Criminal, que será realizada em 13 de outubro.

    Leia tudo sobre: caso brunominas gerais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG