Delegado garante que Eliza Samudio está morta

Chefe do Departamento de Investigações classificou de absurdas as declarações de Bruno e Macarrão

Alessandra Mendes, especial para o iG |

A Polícia Civil de Minas Gerais não admite a versão apresentada pelo goleiro Bruno e o amigo dele Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão , e garante que Eliza Samudio está morta. Ao iG o chefe do Departamento de Investigações, Edson Moreira, que presidiu o inquérito sobre o desaparecimento o morte da ex-amante do jogador, classificou nesta quinta-feira (28) de absurdas as declarações de Bruno e Macarrão.

O delegado afirmou que as equipes de investigação não desistiram de encontrar o corpo da vítima. "Não vamos descansar enquanto os restos mortais, ou simplesmente as cinzas, não forem localizados. Nem que isso seja a última coisa que façam."

Edson Moreira disse que o fato de Luiz Henrique ter garantido que Eliza está viva em São Paulo só corrobora o que está no relatório do inquérito. "O suspeito teria matado a mulher e, com a certeza de que o corpo nunca será encontrado, criaria essas histórias".

Bruno e Macarrão afirmaram na terça-feira (26), durante uma audiência do processo no Fórum de Esmeraldas, na Grande Belo Horizonte, que Eliza Samudio está viva. Em entrevista concedida aos jornalistas, a dupla alegou inocência e negou qualquer tipo de envolvimento com o sumiço da ex-amante de Bruno.

    Leia tudo sobre: eliza samudiogoleiro brunosequestromacarrão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG