Delegada é afastada após vazamento de vídeo de Bruno em avião

Corregedoria de Minas Gerais abre inquérito para apurar filmagem e vazamento

Alessandra Mendes, especial para o iG |

AE
Bruno chega à delegacia de Homicídios em Belo Horizonte, acompanhado da delegada Alessandra Wilke, após viagem de avião em que vídeo foi feito
O chefe da Polícia Civil de Minas Gerais, Marco Antônio Monteiro, leu uma nota oficial durante uma entrevista coletiva concedida na tarde desta segunda-feira, em Belo Horizonte, na qual afirma que as investigações do caso do desaparecimento e suposta morte de Eliza Samudio não ficarão mais a cargo da Delegacia de Homicídios de Belo Horizonte que tinha a delegada Alessandra Wilke como responsável pelo inquérito. Mais tarde, a delegada Ana Maria dos Santos, que era chefe-geral da DH de Contagem, também foi afastada do caso .

A partir de agora, o caso será conduzido pelo delegado Edson Moreira, chefe do departamento de investigação de Minas Gerais.

Na mesma nota, Monteiro diz que a corregedoria da polícia do estado mineiro irá analisar nas próximas 48 horas a origem do vazamento de um vídeo veiculado primeiramente pelo programa ‘Fantástico’, da TV Globo, no domingo (18).

No vídeo, que aparentemente é gravado sem o conhecimento de Bruno, o atleta conversa com um policial da DH sobre sua relação com o amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, enquanto era levado de avião do Rio de Janeiro para Minas Gerais, na semana passada. Na filmagem, Bruno diz não confiar mais no amigo e afirma ser inocente das acusações.

    Leia tudo sobre: BrunoMinas Geraisvídeo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG