'Conheci Eliza na orgia', diz Bruno em depoimento

Goleiro disse que só manteve uma relação sexual com Eliza

Lecticia Maggi, enviada a Contagem |

Após responder a questões da promotoria, o goleiro Bruno Fernandes foi interrogado por seu advogado Ércio Quaresma durante audiência sobre o desaparecimento de sua ex-amante Eliza Samúdio, no Fórum de Contagem, em Minas Gerais.

Questionado por Quaresma sobre como e onde conheceu Eliza, Bruno ficou aparentemente envergonhado, abaixou os olhos e respondeu em voz baixa: “na orgia”. A festa, segundo ele, aconteceu na casa do amigo Paulo Vito.

A juíza questionou-o se essa foi a única vez que se encontrou com Eliza e manteve relação sexual com ela e Bruno foi enfático: “somente neste dia, em 15 minutos e mais nada”.

Durante o depoimento, além de negar constantemente que Eliza tenha ficado em cárcere privado, o goleiro Bruno Fernandez afirmou que foi a ex-amante quem pediu para ele cuidar do filho dela por sete dias porque ela precisaria resolver um “problema pessoal”. “Mas línguas falam que tirei criança da mãe, mas eu aceitei ficar com ela”, afirmou.

Segundo ele, Eliza ligou, no dia 10 de junho, para uma amiga identificada por ele como Milena e disse que estava indo para São Paulo. ”Ela estava na varanda e eu sentado na poltrona ouvindo as ligações que ela estava fazendo”. Questionado se foi para capital que a ex-amante foi, Bruno respirou fundo, de forma enfadonha: “ela não entrou em detalhes, excelência”.

    Leia tudo sobre: eliza samudio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG