Bruno e Macarrão serão transferidos esta noite para Minas Gerais

Justiça do Rio determina que os dois acusados sejam levados para Belo Horizonte, com base em conexão entre sequestro e homicídio

iG Rio de Janeiro |

A Justiça do Estado do Rio de Janeiro determinou na tarde desta quinta-feira a transferência do goleiro Bruno e de seu amigo e assessor Luiz Henrique Romão, o Macarrão, para Minas Gerais. Os dois estão presos deste o início da noite desta quarta-feira por suposta participação no desaparecimento de Eliza Samudio, ex-namorada de Bruno, com quem teria um filho. Eliza está desaparecida há cerca de um mês.

Bruno e Macarrão devem chegar a Belo Horizonte às 23h desta quinta-feira. Os dois serão levados pela chefe da Delegacia de Homicídios de Contagem, Ana Maria da Costa, em um avião Bandeirantes da Polícia Civil de Minas Gerais, com capacidade para nove pessoas. A aeronave deve pousar no aeroporto de Pampulha, no hangar da Polícia Civil.

O juiz da 38ª Vara Criminal da capital, Jorge Le Cocq D’Oliveira, atendeu a pedido do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. O inquérito que investiga o desaparecimento e provável morte de Eliza é de Minas. De acordo com a decisão de D’Oliveira, o crime de seqüestro apurado no Rio é “conexo” com o de homicídio, cuja competência é do Tribunal do Júri de Contagem (MG).

    Leia tudo sobre: BrunoMacarrãotransferidosMinasRio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG