Bruno e Macarrão chegam quinta-feira ao Rio

Dupla é acusada pelo Ministério Público de sequestro e lesão corporal contra Eliza Samudio

iG Rio de Janeiro |

O ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes de Souza e Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, vão chegar as 11h de quinta-feira (26) no aeroporto Santos Dumont, Centro do Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela delegada da Polinter Roberta Carvalho. Eles serão encaminhados para o Instituto Médico Legal para exame de corpo de delito e logo após para a Vara Criminal de Jacarepaguá para acompanhar a primeira audiência de instrução e julgamento do processo em que eles são acusados de sequestro e crime de lesão corporal contra Eliza Samudio, ex-amante do atleta, em outubro de 2009. Bruno e Macarrão estão presos no presídio Nelson Hungria, em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG).

A audiência está marcada para as 14 horas. Cinco testemunhas do Ministério Público Estadual (MP) serão ouvidas. A defesa do ex-goleiro indicou oito testemunhas, sendo que três foram rejeitadas pela Justiça. Uma das impugnadas foi Eliza Samudio.

Patrícia Amorim, Jorge Luis Andrade da Silva, Arthur Antunes de Coimbra, Paulo Victor Mileo Vidotti e Christian Chagas Tarouco serão ouvidos em outra data. As testemunhas indicadas pela defesa de Macarrão são: Luiz Carlos Samudio, Milena Baroni Fontana, Leonardo da Silva Moura, Fabiana Albuquerque, Cíntia Moraes, Amanda Zampiere, Rodrigo Alvim e Álvaro Luiz Maior de Aquino.

Bruno e Macarrão são apontados pela polícia mineira como responsáveis pelo sequestro e assassinato de Eliza Samudio em junho. No processo da Vara Criminal de Jacarepaguá, o MP denunciou Bruno e Macarrão por supostamente terem exigido que Eliza abortasse o filho que esperava do ex-goleiro. Na época ela estava com cinco meses de gravidez.

Daniel Gonçalves e Alessandra Mendes, especial para o iG

    Leia tudo sobre: brunoeliza samudiodesaparecimento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG