Goleiro deve receber carta de demissão por justa causa do Flamengo. Mulher diz que recebeu R$ 50 para ficar com filho de Eliza

O ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes e Luiz Henrique Rumão, o Macarrão, chegaram no fim da manhã desta segunda-feira ao Departamento de Investigações, em Lagoinhas, Belo Horizonte (MG). Eles vão prestar novo depoimento à polícia, porém, se continuarem atendendo à solicitação do advogado, Ércio Quaresma, vão permanecer em silêncio.

Bruno ao chegar ao Departamento de Investigações, em Minas Gerais, para novo depoimento
Futura Press
Bruno ao chegar ao Departamento de Investigações, em Minas Gerais, para novo depoimento

Bruno e Macarrão são suspeitos de envolvimento no desaparecimento de Eliza Samudio, ex-amante do atleta, desaparecida desde o início de junho. Bruno deve receber a carta de demissão por justa causa do Flamengo.

A mulher identificada como Júlia afirmou em depoimento hoje que recebeu R$ 50 de Wermerson Márcio de Souza, o Coxinha, amigo de Bruno, para cuidar do filho de Eliza, chamado Bruninho. As informações foram passadas pelo advogado dela, Lourival Carneiro. Júlia alegou que Coxinha disse ser o pai da criança, que se chamaria Ryan. Ainda de acordo com o advogado, Júlia deixou o menino aos cuidados da mãe, que lhe deu banho, e em seguida entregou a Geisy. Foi com essa mulher que a polícia mineira encontrou o filho de Eliza.

Demissão por justa causa

O clube de Regatas Flamengo enviou na sexta-feira (16) uma carta de demissão para o goleiro Bruno no presídio Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O jogador está preso desde o dia 7 de julho por suposto envolvimento no desaparecimento de Eliza. O documento foi emitido pelo departamento jurídico do clube após a presidente Patrícia Amorin afirmar que demitiria Bruno e ainda poderia processá-lo por perdas e danos à imagem do clube.

A notificação com a demissão possui um aviso de recebimento. Como o goleiro não pôde receber visitas nem no sábado nem no domingo, apenas hoje o documento deve chegar às suas mãos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.