Bola diz não conhecer goleiro Bruno, afirma advogado

Ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o "Bola", não prestou depoimento à Polícia. Ele é suspeito de participação no crime

Agência Estado |

Rodrigo Braga, advogado do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o "Bola", afirmou em entrevista hoje que o seu cliente não prestará depoimento sobre o caso da morte de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno Fernandes Souza, porque "é inocente e não conhece o goleiro".

O goleiro, o seu amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, e o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como Bola, Paulista ou Neném, chegaram no final da manhã de hoje ao Departamento de Investigações de Homicídios e Proteção à Pessoa (DIHPP), em Belo Horizonte.

Até o final da tarde, eles devem retornar ao presídio Nelson Hungria, em Contagem. Os três são suspeitos de participação no desaparecimento de Eliza, que não é vista desde o início de junho e já é considerada morta pela polícia.

    Leia tudo sobre: goleiro Brunobrunoflamengoeliza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG