Defensor alega que Sérgio colaborou com a polícia durante inquérito

Marcos Antônio Siqueira, advogado de Sérgio Rosa Sales, vai entrar nesta quinta-feira (29) com o pedido de revogação de prisão. De acordo com o defensor, Sales, primo do goleiro Bruno, é apenas testemunha no caso.

"As chances de conseguirmos tirar ele da prisão é grande, além de contribuir com a polícia, Sérgio figura apenas como testemunha do caso, não participou do crime", afirmou Siqueira.

Já para a polícia, Sales participou do sequestro e cárcere privado de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno.Os delegados ainda não esclareceram porém, se ele participou ou não do suposto assassinato, que teria acontecido no dia 9 do mês passado.

O advogado de Sérgio ainda não entrou com nenhum pedido de habeas corpus ou revogação de prisão até o momento. A estratégia da defesa consiste na espera da conclusão do trabalho da polícia para, então, solicitar a liberdade do primo de Bruno na Justiça. "Esperamos o momento certo, a fase final do inquérito.  Agora podemos pensar na revogação que deve ser pedida ainda amanhã", disse Siqueira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.