Bruno pede a Macarrão que assuma culpa pela morte de Eliza, diz revista

Ex-goleiro do Flamengo teria escrito uma carta afirmando que havia consultado seus advogados e que o melhor era que amigo usasse 'o plano B'

iG São Paulo |

Uma carta que teria sido escrita pelo goleiro Bruno Fernandes para Luiz Henrique Romão, o Macarrão, foi publicada pela revista Veja  na edição deste sábado. No texto, Bruno pede ao seu amigo que assuma a responsabilidade pela morte de Eliza Samudio, ex-amante do ex-jogador do Flamengo.

Saiba mais:  Caso Eliza completa dois anos sem previsão de julgamento

AE
Goleiro Bruno teria escrito carta pedindo a Macarrão que assumisse toda a culpa do assassinato

Saiba tudo sobre o caso Bruno

Veja em imagens como ocorreu o crime, segundo a polícia

Bruno e Macarrão estão presos acusados de participar do assassinato da jovem, que teve um filho do goleiro - o que teria motivado o crime. Na carta, que segundo a revista teve a grafia de Bruno comprovada por dois peritos, ele afirma que consultara seus advogados e que era melhor que Macarrão usasse o "plano B". Segundo a Veja , este plano seria justamente Macarrão assumir toda a culpa pela morte de Eliza.

"Maka, eu não sei como dizer isso, mas conversei muito com os nossos advogados e eles chegaram a uma conclusão devido aos últimos acontecimentos e descobertas sobre o processo e investigações. Nós conversamos muito e eles acham que a melhor forma para resolvermos isso é usando o plano B", diz a carta.

Leia também:  Mãe de Eliza Samudio acredita que ex de Bruno tramou morte da filha

Saiba mais: Pai de Eliza Samudio oferecia a filha aos amigos, diz mãe na TV

"Eu sinceramente nunca pediria isso para você, mas hoje não temos que pensar em nós somente. Temos uma grande responsabilidade que são nossas crianças", acrescenta. "Você me disse que se precisasse você ficaria aqui e que para eu nunca te abandonar. Então, irmão, chegou a hora."

A Veja  também afirma que a morte da modelo foi planejada durante cinco meses e ela se sentia ameaçada por Bruno, segundo mensagens trocadas pela internet. Em uma delas, ela afirma que não iria para Minas Gerais para ter seu filho, porque "terra do bruno vou só com passagem de idaaaa (sic). Vão me matar lá."

Segundo a reportagem, Eliza também estava de posse de um vídeo comprometedor que ameaçava divulgar e poderia destruir a reputação do goleiro.

    Leia tudo sobre: goleiro brunocaso brunoflamengoeliza samudio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG