Polícia descarta procurar corpo de Eliza Samudio em local indicado em carta

Correspondência foi entregue à mãe de Eliza. Segundo delegado, carta 'não tem fundamento nenhum e, por isso, a polícia descarta fazer qualquer busca com base nela'

Denise Motta - iG Minas Gerais | - Atualizada às

A Polícia Civil de Minas Gerais descartou a hipótese de realizar busca em um local apontado por uma carta como sendo a localização do paradeiro do corpo de Eliza Samudio, ex-amante do ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes de Souza.

Veja vídeo:  Ex-amante de Macarrão revela detalhes da morte de Eliza Samudio

Denise Motta
Sônia Fátima Moura durante participação em programa de TV na semana passada

A carta foi entregue à mãe de Eliza na semana passada, em Belo Horizonte, quando Sônia Fátima Moura participava de um programa de televisão .

“A carta está sendo avaliada, mas, a princípio não tem fundamento nenhum e, por isso, a polícia descarta fazer qualquer busca com base nela”, informou ao iG o delegado Wagner Pinto, chefe do Departamento de Homicídios de Belo Horizonte.

Leia também:  Mãe de Eliza Samudio acredita que ex de Bruno tramou morte da filha

O local apontado pela carta fica no bairro Planalto, região norte de Belo Horizonte, onde haveria um poço utilizado para ocultar o corpo de Eliza, desaparecida há mais de dois anos. Ela sumiu após desentender-se com o ex-goleiro por causa de pensão para o filho, Bruninho, hoje com dois anos e meio.

    Leia tudo sobre: BrunoCaso BrunoEliza Samudio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG