Off Flip discute temas gays e lésbicos em livros infanto-juvenis

Debate acontece no sábado, dentro da programação paralela da Festa Literária de Paraty

Augusto Gomes, iG São Paulo |

As quase vinte palestras da programação oficial da Flip estão longe de esgotar a lista de eventos literários que acontecem em Paraty de 4 a 8 de agosto. Nesse período, a cidade histórica do litoral do Rio de Janeiro recebe uma série de eventos paralelos. O principal deles, a Off Flip, tem sua programação espalhada por toda a cidade. O perfil é bem variado: leituras, coqueteis, debates, saraus e shows. Os temas também: vão da culinária de Paraty ao trabalho da arqueólogo Niède Guidon no interior do Piauí.

Um dos debates da Off Flip tem combustível para criar polêmica. No sábado (07), a partir das 16h, acontecerá uma discussão sobre a presença de referências gays e lésbicas na literatura para crianças e jovens. "Fizemos um levantamento e descobrimos que, dos mais de 100 mil títulos infanto-juvenis em catálogo no Brasil, apenas sete têm referências a homossexualidade. E nenhum desses sete se refere a lésbicas", afirma Laura Bacellar, fundadora da editora Malagueta e uma das participantes da mesa.

Segundo ela, o objetivo do encontro é debater por que há tão poucos títulos. "Com algumas exceções gloriosas, os editores preferem publicar livros que repetem os papeis tradicionais. As escolas também seguem, em geral, um modelo muito tradicional", explica. E há ainda a questão dos pais das crianças e adolescentes. "Muita gente ainda fica irada ao ver um livro infantil que mostra um casal homossexual como algo corriqueiro. Nos Estados Unidos e Europa essa é uma discussão importante. Mas no Brasil ela quase não existe, pela falta de livros que abordem o tema".

A presença de personagens homossexuais não significa que se possa falar em literatura gay para crianças e adolescentes. "Você tem que presumir que eles estão num estado neutro em relação à orientação sexual", diz. "O que esses livros fazem é simplesmente falar como é o mundo, para a criança e o jovem se informarem sobre coisas que existem". Laura até brinca com o assunto. "Há pessoas que esperam um conteúdo provocativo e ficam decepcionadíssimas", ri. "Outras ficam chocadas só pelo fato do livro citar a existência de um casal gay".

Além de Laura Bacellar, o debate terá a presença de três escritoras: Georgina Martins, Lúcia Facco e Márcia Leite. O encontro acontecerá na Pousada Villa Del Rey (Rua Cinco, 02, Portal de Paraty), no sábado (07), a partir das 16h. A programação completa da Off Flip pode ser consultada aqui .

    Leia tudo sobre: FlipOff Flip

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG