Mesa de maior sucesso até agora tem política e direitos humanos

Iraniana Azar Nafisi e israelente A. B. Yehoshua conquistam plateia sem recorrer à literatura

Estevão Azevedo, especial para o iG Cultura |

Logo nas primeiras respostas, o público já percebia que o israelense A. B. Yehoshua e a iraniana Azar Nafisi protagonizariam a mesa de maior sucesso da Flip até o momento. A entonação, os gestos e as intervenções dos entrevistados na fala um do outro davam pistas de que a mesa “Promessas de um velho mundo” não seria morna. E não foi.

Os assuntos que os fizeram elevar o tom foram, na maior parte do tempo, a política e os direitos humanos. Nafisi, exilada nos Estados Unidos por discordar do regime islâmico do Irã, arrancou fortes aplausos da plateia ao criticar o presidente Lula por chamar o presidente Ahmadinejad de “amigo” no caso da mulher condenada por adultério à morte por apedrejamento.

Yehoshua, autor do romance Fogo Amigo , recém-lançado no Brasil, além de corroborar as fortes opiniões da iraniana, falou da política de seu país. “O conceito de dois Estados para dois povos é aceito pela maior parte dos israelenses”, afirmou.

Em meio a tantos assuntos quentes e atuais, onde ficou a literatura? Yehoshua, com o mesmo entusiasmo que falou de política, deu destaque às questões literárias, relacionando-as com a moralidade. Segundo ele, em um mundo que celebra o relativismo, “os livros devem dar sentido às questões morais”. Citando o relato bíblico sobre Caim, que, após ter matado o irmão, foi protegido por Deus e fundou uma cidade, Yehoshua explicou que “a literatura tem também o poder de alterar nosso conceito moral para pior”.

Já Nafisi, professora universitária da área nos EUA, falou pouco sobre seu livro Lendo Lolita em Teerã , em que narra suas experiências no Irã com um grupo de leitura clandestino de clássicos da literatura ocidental. O lamento que tomou a Tenda dos Autores quando o mediador Moacyr Scliar anunciou o término da conversa mostra que o público aprovou a opção por temas importantes da atualidade em detrimento da literatura.

    Leia tudo sobre: FlipAzar NafisiA. B. Yehoshua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG