Fiscais são presos por corrupção em MT

Servidores da Secretaria de Meio Ambiente cobravam propina para livrar granjeiros de multas por infrações

Kelly Martins, iG Cuiabá |

Dois fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) foram presos pela Polícia Civil por corrupção no município de Nova Mutum (250 km de Cuiabá).

Marcelo Antônio Costa Cardoso e Valdivino Gerônimo de Carvalho são acusados de cobrar propina dos proprietários de granjas da região.

Eles recebiam o dinheiro para não efetuar as multas nos estabelecimentos irregulares e foram presos quando tentavam negociar com um empresário.

Na ocasião, a polícia apreendeu três cheques somando o valor de R$ 8 mil.

No depoimento, os servidores não deram esclarecimentos sobre as acusações e reservaram-se ao direito de falar em juízo.

Os servidores foram denunciados ao Ministério Público Estadual (MPE) por empresários e a Polícia Civil fez a autuação em flagrante pelo crime de corrupção passiva, que tem pena entre 2 e 12 anos de reclusão.

O secretário de Meio Ambiente, Alexander Torres Maia, determinou a abertura de Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) contra os dois servidores.

Um deles é funcionário de carreira e outro comissionado.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG