Marisa Monte assiste a curtas eróticos segundo artistas plásticos

¿Destricted.br¿ são sete curtas sobre visões particulares em torno de um único tema: sexo

Valmir Moratelli, iG Rio de Janeiro |

Marisa Monte ainda não sabia o que a aguardava momentos antes de entrar na sessão de no cine Odeon, na noite deste sábado (2). “Vim ver o trabalho dos amigos. Adoro cinema, quero saber o quão ousado é o filme”, disse ela. A cantora, sempre reclusa a eventos sociais, saiu antes do filme terminar. Talvez para evitar dar declarações sobre o que achou do longa.

George Magaraia
Marisa Monte assiste ao filme ¿Destricted.br¿
Os sete curtas que formam o polêmico filme de 90 minutos são a versão nacional do ousado projeto de Neville Wakefield, curador do centro de arte contemporânea do MoMA, em Nova York. A sinopse já diz tudo: A pornografia pelos olhos dos artistas renomados. Eis os nomes: Adriana Varejão, Miguel Rio Branco, Tunga, Marcos Chaves, Janaina Tschäpe, o português Julião Sarmento e Lula Buarque de Hollanda.

Eles tiveram liberdade para fazer o que bem entendessem. O que inclui curtas hardcore, com cenas de sexo explícito. O público reagiu com risinhos e alguns aplausos. Ao término, muitos saíram boquiabertos.

Bianca Comparato também não quis falar com a imprensa ao término da apresentação. Antes do filme, porém, ela comentou sua expectativa. “Estão todos dizendo que é um filme bastante pornográfico, não? Então eu vim para ver sexo. Quero ver se é de bom gosto, porque foi feito por gente competente”, disse. O cantor Otto também comentou a proposta do projeto. “É ousado, é feito para chocar mesmo”, afirmou.


    Leia tudo sobre: festival do riomarisa monteDestricted.br

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG