Jean-Paul Gaultier traz o glamour da alta-costura ao Festival do Rio

Estilista francês participou neste domingo (9) da première do documentário “Jean-Paul Gaultier – Quebrando as Regras”. Assista ao vídeo

Luisa Girão, iG Rio de Janeiro |

Caso não consiga visualizar o vídeo, clique no link abaixo:
Jean-Paul Gaultier traz o glamour da alta-costura ao Festival do Rio

Da moda para trás das câmeras. Poucos tiveram coragem de tamanha ousadia. Melhor ainda quando é com a aprovação dos críticos especializados. E esse foi o caso da ex-modelo muçulmana Farida Khelfa, que escolheu o estilista francês Jean-Paul Gaultier para ser tema de sua primeira empreitada pelo mundo cinematográfico.

Leia também: "Ninguém é como Madonna. Nem Lady Gaga", diz Jean-Paul Gaultier

A diretora e o estilista, conhecido como o “enfant terrible” da moda pela audácia das suas coleções, participaram da première do documentário “Jean-Paul Gaultier – Quebrando as Regras”, neste domingo (9), no Festival do Rio . “Estou muito contente de estar aqui. Agradeço ao Jean Paul a oportunidade de entrar na intimidade dele”, disse Khelfa.

George Magaraia
Jean-Paul Gaultier e Farida Khelfa

Com um look simples e elegante – assinado pelo próprio, é claro –, Gaultier também não poupou elogios à diretora. "Trabalhei com a Farida por muito tempo e ela me conhece muito bem. Foi um prazer participar deste documentário. É como trabalhar com uma amiga”, disse ele, que não gostou de se ver na tela grande. ”Estou acostumado a ficar no backstage, vestindo as modelos. Não sou um ator, sou simplesmente eu mesmo”.

Leia também: “Se você faz uma coisa que agride alguém, chegou no limite”, diz Marcelo Tas

A genialidade de suas criações atrelada ao jeito simples do francês agradou os espectadores do Sesc Botafogo. Ao entrar na sala de cinema, Gaultier foi aplaudido de pé pela plateia. “É uma honra estar aqui”, disse ele. O francês confessou que não falava português, mas isso não o impediu de arriscar algumas palavras como “tudo bem” e “obrigado”.

George Magaraia
Jean-Paul Gaultier: "Não sou um ator, sou simplesmente eu mesmo”

A ex-modelo e, agora, socialite Bethy Lagardère foi a responsável por trazer o documentário ao Festival do Rio. Amiga de Jean Paul, ela o descreve como uma pessoa extremamente carinhosa. “O Jean Paul é um artista marcado pelo design. Sobretudo no cinema. Ele fez grandes filmes com (Pedro) Almodóvar e é carinhoso, da parte dele, trazer um pouco do seu savoir-faire. É um dos grandes artistas em vida, com talento de uma dimensão planetária”, falou.

No Rio de Janeiro para divulgar o filme, Jean-Paul Gaultier tem aproveitado o tempo livre para curtir a cidade. Só neste fim de semana, ele deu um pulinho na praia, foi em um ensaio da escola de samba e participou de jantares em sua homenagem. “Adoro o Rio. Há cinco ou seis anos que não vinha. Mas vou voltar com mais frequência. Trabalhar aqui é como estar de férias”, brincou ele.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG