Guilhermina Guinle estreia na produção em filme do irmão

¿Além da Estrada¿, de Charly Braun, é um road movie romântico

Luisa Girão e Valmir Moratelli, iG Rio de Janeiro |

Nem a chuva desta sexta-feira (24) impediu que as sessões do segundo dia do Festival do Rio ficassem lotadas. A exibição do filme “Além da Estrada”, de Charly Braun, não foi diferente, até porque muitas pessoas estavam curiosas com a estreia de Guilhermina Guinle como produtora de um filme. 

A atriz, irmã do diretor, disse que não estava nervosa. “Hoje vim apenas como irmã, o nervosismo deixei para ele. Afinal, a responsabilidade maior é do Charly. Mas estou muito feliz por poder participar desse sonho do meu irmão”, contou ela, que estava deslumbrante, vestida toda de azul: vestido da Cavalli, bolsa Chanel e jóias da Priscila Szafir.

 O filme narra a história do argentino Santiago que decide ir ao Uruguai conhecer um terreno deixado por seus pais, mortos tragicamente alguns anos antes. Na chegada ele encontra Juliette, uma jovem belga em busca de um amor do passado e de uma nova vida. O que parecia ser uma simples carona acaba se transformando em uma breve, porém intensa, jornada. 

“Esse filme foi feito em menos de quatro meses em surto que tive. Não sei explicar, mas foi uma intuição de que tinha que fazê-lo. Defino com um filme alien, feito com super pouco dinheiro”, disse Charly Braun. 

Cinéfila assumida, a atriz Mariana Ximenes prestigiou a estreia do amigo. “Esse é o primeiro de muitos filmes que assistirei. O cinema é a identidade cultural de um país e temos que prestigiá-lo”, falou, acrescentando: “Vou ter que dar o meu jeito para conciliar as gravações de Passione com o Festival”. Ela ainda revelou que está ansiosa para assistir o filme “Somewhere”, de Sophie Copolla. “Sou copollista, ou seja, muito fã do trabalho dela”, divertiu-se a atriz.

No festival a passeio

 Já Paula Lavigne estava aliviada por não estar apresentando nenhum filme esse ano. “Concorrer a um festival é muito estressante. Acho ótimo poder vir aqui, só para prestigiar os amigos”, afirmou. Ela ainda contou que está finalizando o longa “Reis e Ratos”, com direção de Mauro Lima, o mesmo de “Meu nome não é Jonny”. “A gente deve apresentá-lo no Festival do Rio do ano que vem”, adiantou a produtora.  

Antes do “Além da Estrada”, foi exibido “Luz das Trevas – o retorno do bandido da luz vermelho”, com Ney Matogrosso no papel principal. Ney se esquivou da imprensa e, após apresentar o longa ao público presente, saiu pelos fundos do cinema. Lucinha Araújo, mãe de Cazuza foi conferir a performance do amigo cantor. “Ele é ótimo em tudo que fez, seja no palco fora dele”, disse ela.

George Magaraia
Bruna Lombardi e Ney Matogrosso atuaram em "Luz das Trevas ¿ o retorno do bandido da luz vermelha"

    Leia tudo sobre: festival do rio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG