Elenco de ¿Como Esquecer¿ posa para as lentes do iG

Malu de Martino, diretora do filme, fala sobre as polêmicas levantadas por sua obra, que está na Mostra Competitiva do festival

Luisa Girão, iG Rio de Janeiro |



Ana Paula Arósio, Murilo Rosa e outros integrantes do elenco do filme “Como esquecer” participaram nesta sexta-feira (1) de um debate sobre o longa no Centro Cultural da Ação e Cidadania, na Gamboa, Centro do Rio. Momentos antes da sessão, os atores conversaram com exclusividade ao iG sobre os seus personagens e como o filme pode ajudar na discussão sobre o homossexualismo – já que os personagens de Ana Paula e Murilo são gays.

Malu de Martino, diretora do filme, afirmou que abordar esse tema não foi o objetivo central. “Mas queríamos mostrar uma história de amor. Os gays sofrem tanto quanto um heterossexual, então ressaltamos essa dor da perda para que possam ver a similaridade, sem pensar no sexo”, disse. Natália Lage, que interpreta Lisa, concordou: “Não queremos levantar nenhuma bandeira do homossexualismo, mas mostrar que o amor é para todos”.

Ana Paula Arósio ressaltou a dramaticidade da sua personagem. “Talvez o que mais me tenha dado dificuldade e tesão em fazer a Julia é de trabalhar essa necessidade de às vezes ser forte e ter poucos momentos para se entregar a dor. A sexualidade da Julia não é o complicado dessa mulher, é só mais um aspecto. O que me deu muito mais trabalho foi chegar lá dentro e entendê-la”, afirmou.

Murilo Rosa contou que Hugo, seu personagem, usa o humor como escapatória para o sofrimento. “Ele é positivo, mas sem ser muito caricata. O filme fala sobre perdas, e não sobre opção sexual de cada um. Nos baseamos no conceito humano da coisa e não como é a visão de um cara que é homossexual. Poderia ser por ai, mas não queríamos seguir essa linha”, disse.

Assista à entrevista com a equipe do filme:

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG