Começa nesta quinta-feira o Festival do Rio

Mais de 300 filmes serão exibidos em cerca de trinta salas espalhadas pela cidade

Valmir Moratelli, iG Rio de Janeiro |

Ilda Santiago, Vilma Lustosa e Walkiria Barbosa comandam a mostra de cinema há 25 anos. É sempre a mesma emoção, elas dizem. Prestes a dar início a mais uma maratona cinematográfica, o trio feminino mantém o pique acelerado. Dormindo pouco, sempre ao telefone, no corre-corre diário para que tudo esteja pronto até quinta-feira (23), quando a tradicional sala do Odeon, no centro da cidade, exibirá o primeiro longa, “A Suprema Felicidade”, de Arnaldo Jabor.

George Magaraia
Vilma Lustosa e Walkiria Barbosa no "QG" do Festival do Rio

Walkiria destaca as atividades que o espaço principal do Festival vai disponibilizar aos visitantes, no bairro da Gamboa. “As pessoas vão poder frequentar a sede do festival à vontade”, diz ela, no Centro da Ação da Cidadania, o “quartel-general” do evento.

A programação é variada e eclética, uma das marcas do Festival do Rio. “Queremos atingir todos os gêneros. Além disso, vamos debater em reuniões com representantes do setor assuntos como financiamento, distribuição e novas tecnologias”, continua ela.

Considerado um dos cinco maiores festivais do mundo em termos de números de títulos de filmes, este promete animar a cidade para além das salas de cinema. “Destaco a exposição do Polanski, com fotos de seus mais emblemáticos filmes. Independentemente de suas polêmicas com a vida pessoal, é um diretor formidável”, diz Vilma.

George Magaraia
Ao lado de Vilma e Walkiria, Ilda Santiago também comanda a maratona cinematográfica

Economia quente

O Festival emprega cerca de 1200 pessoas e conta com grandes patrocinadores. “Nossa missão é fazer o entretenimento do audiovisual do Brasil, oferecendo o que há de melhor e mais completo para o público”, afirma Vilma.

O Centro da Ação da Cidadania, onde vão acontecer exibições a preços populares, além de debates e coletivas, festas de abertura e de encerramento, está localizado no bairro da Gamboa, que atualmente passa por obras estruturais como parte do projeto “Porto Maravilha”.

A estrutura conta com trinta salas de cinema espalhadas pela cidade carioca, 23 mostras de filmes, mais de trezentos filmes nacionais e internacionais, e expectativa de mais de 220 mil espectadores entre os dias 23 de setembro e 7 de outubro. 

Saiba mais sobre as organizadoras

Diretora-executiva do Festival do Rio e da Total Entertainment, produtora que se estabeleceu a partir do fim dos anos 1990 com a realização de longas-metragens como “Navalha na carne” (1997), de Neville D'Almeida, e “Avassaladoras” (2001), de Mara Mourão, Walkiria Barbosa soma sucessos de bilheteria – como “Se eu fosse você” (2006), de Daniel Filho.

Sócia do Grupo Estação, circuito exibidor de filmes de arte no Brasil, Ilda Santiago é diretora de seleção, diretora executiva, e relações internacionais do Festival do Rio. Hoje é responsável também pela aquisição de filmes para o selo Filmes do Estação, que soma mais de 300 títulos entre coleções de clássicos e produções contemporâneas.

Vilma Lustosa é produtora cinematográfica e uma das sócias da Total Entertainment. Responsáveis pelo marketing e pela produção do Festival, além de compor a comissão de seleção de filmes. Em 2007, cuidou da produção do longa “A guerra dos Rocha”, de Jorge Fernando, o documentário “O homem que engarrafava nuvens” de Lírio Ferreira e “Sexo ou Amor?” , de Wolf Maya. Seu mais recente trabalho nas telonas foi “Se eu fosse você 2” (2009), de Daniel Filho.

    Leia tudo sobre: Festival do Riocinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG