"Capitães de Areia" inicia comemorações pelo centenário de Jorge Amado

Filme dirigido pela neta do escritor baiano foi exibido na noite desta sexta-feira (7) no Cine Odeon. Assista ao vídeo e veja galeria de fotos

Luisa Girão e Valmir Moratelli, iG Rio de Janeiro |

George Magaraia
Jean Luis Amorim (Pedro Bala), Ana Graciela (Dora) e Robério Lima (Professor): protagonistas do filme
Abrindo as comemorações pelo centenário de nascimento do escritor Jorge Amado, o filme “Capitães de Areia”, baseado em uma das suas obras mais significativas, foi exibido na noite desta sexta-feira (7), no Cine Odeon, como parte da mostra Hors Concours do Festival do Rio 2011 . Coube à neta do autor, Cecilia Amado, a missão de transportar para as telonas as aventuras dos grupos de menino de rua de Salvador.

Este é o primeiro longa-metragem da diretora. Mas apesar disso, ela encarou o desafio tendo na bagagem o conhecimento de quem acompanhou de perto todo o valor da literatura de Jorge Amado. “Foi bastante confortável fazer esta adaptação. Não me preocupei em retratar tudo. Fui direta e ligada à visão do meu avô, que me educou e formou o meu olhar”.

A trilha sonora é assinada por Carlinhos Brown . O cantor e compositor se emocionou ao falar do período que viveu nas ruas. “Eu sou um Capitão de Areia bem sucedido. A rua é a busca do conhecimento, da educação e também toda omissão da estrutura de ensino. Nunca fui abandonado, mas vivi nas ruas e encontrei a possibilidade de sonhar”.

A diretora foi buscar seu elenco de jovens estreantes em ONGs da Bahia. Este foi o caso do trio de protagonistas Jean Luis Amorim (Pedro Bala), Robério Lima (Professor) e Ana Graciela (Dora). “Não conhecia o mundo do teatro e do cinema. Sou músico. Não tinha imaginado me tornar um ator, mas estou muito feliz e emocionado com a reação do público”, disse Jean Luiz, logo após a exibição do filme.

Centenário de Jorge Amado

Além do filme, o autor baiano será homenageado de diversas formas pelos próximos meses. No Carnaval 2012, por exemplo, Jorge Amado será samba-enredo da Imperatriz e tema da folia baiana. “Ainda faremos uma exposição no Museu da Lingua Portuguesa, em São Paulo, e teremos mais projetos como peças, festivais de cinema e uma reedição especial dos livros do meu avô”.

A importância de Jorge Amado e seus “Capitães de Areia” também foi comentada por Zéu Britto, que faz uma participação no filme. “Capitães de Areia são entidades que sempre vão existir, mas não com a poesia daquela época de Jorge Amado. Antigamente, eles eram considerados heróis, uma coisa meio Robin Wood. Mas, agora, eles estão perdendo a infância mais cedo e estão mais cruéis”, afirmou ele, que elogiou o elenco: “Eles são incríveis. São criativos, faziam várias canções durante as filmagens”.

Assista ao vídeo sobre a exibição de "Capitães de Areia":

Caso não consiga ver este vídeo, clique no link abaixo para assistir na TV iG:

Jorge Amado é destaque no Festival do Rio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG