Max Von Sydow: 'Devo tanto a Bergman que nem sei por onde começar'

Ator de 'Tão Forte e Tão Perto' conversou com o iG no Festival de Berlim

Mariane Morisawa, enviada especial a Berlim |

Divulgação
Max von Sydow em 'Tão Forte e Tão Perto': mudo
Max von Sydow é um dos maiores atores do cinema. Colaborador regular de Ingmar Bergman, ele interpreta o misterioso inquilino da avó de Oskar em “Tão Forte e Tão Perto”, filme de Stephen Daldry que participa fora de competição do Festival de Berlim . Pelo personagem, que não fala, ele recebeu sua segunda indicação ao Oscar .

O ator sueco, aos 82 anos, falou ao iG :

iG: Como se sente sendo indicado ao Oscar?
Max von Sydow:
Animado! É maravilhoso ser indicado. São seus colegas que indicam, gente que deve saber alguma coisa da profissão. É muito emocionante.

iG: O que você estava fazendo no 11 de Setembro?
Max von Sidow:
Estava dirigindo nos Estados Unidos, e meu filho ligou de Paris, dizendo que era para eu ir de carro para qualquer lugar, mas que não era para entrar num avião, que os Estados Unidos estavam sendo atacados.

iG: Como foi trabalhar com Thomas Horn?
Max von Sydow:
Foi maravilhoso, é um garoto muito inteligente. Havia uma cena em que ele tinha um monólogo de oito minutos, que fez com a maior facilidade. Ele tem muita disciplina.

iG: Qual é o seu maior orgulho na profissão?
Max von Sydow:
Provavelmente, todo o meu trabalho com Bergman. Foi um longo período com um grande profissional e amigo. Foi uma grande escola, mas também nos divertimos muito. E tudo o que aconteceu depois foi por causa dele. Devo tanto a ele que nem sei por onde começar.

null

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG