Crítica e público premiam seus escolhidos

Húngaro ganha prêmio da crítica enquanto espanhol é o escolhido do público

Mariane Morisawa, enviada especial a Berlim |

Divulgação
Cena do húngaro "A Torinói Ló": longa-metragem é um dos favoritos so prêmio do júri em 2011
A Fipresci (Federação Internacional da Imprensa Cinematográfica) escolheu “A Torinói Ló” , de Béla Tarr, como o melhor longa-metragem da competição do  61º Festival de Berlim . O prêmio foi anunciado na tarde deste sábado (19).

O filme favorito do Panorama foi “Dernier Étage Gauche Gauche”, de Ângelo Cianci. No Fórum, o escolhido foi “Heaven’s Story”, de Zeze Takahisa.

Já o público das sessões do Panorama pode votar nos seus favoritos, num esquema parecido com o da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

O espanhol “También la Lluvia”, de Icíar Bollaín, foi o vencedor do prêmio do público, entre os filmes de ficção. Em segundo, ficou o argentino “Medianeras”, de Gustavo Taretto, com “Life in a Day”, de Kevin Macdonald, em terceiro.

Entre os documentários, o favorito foi “Im Himmel, Unter der Erde. Der Jüdische Friedhof Weißensee”, de Britta Wauer. O segundo mais votado foi “Mama Africa”, de Mika Kaurismäki, com “We Were Here”, de David Weissman na terceira posição

    Leia tudo sobre: festival de berlim

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG