Europa multa fabricantes de LCD por cartel

Autoridades europeias multaram a LG Display, a Chi Mei Optoelectronics e mais três outras empresas em € 649 milhões por fixação de preços de painéis usados em telas de aparelhos eletrônicos entre 2001 e 2006

AE |

selo

Autoridades europeias multaram a LG Display, a Chi Mei Optoelectronics e mais três outras empresas em € 649 milhões por fixação de preços de painéis usados em telas de aparelhos eletrônicos entre 2001 e 2006. A Comissão Europeia acusou as empresas em julho do ano passado de violarem leis da União Europeia sobre praticas comerciais restritivas, enquanto outras autoridades ao redor do mundo também investigam o setor. Chi Mei, atualmente parte da Chi Mei Innolux, maior fabricante de painéis LCD de Taiwan, recebeu a maior multa, de € 300 milhões (cerca de R$ 668,5 milhões). A empresa pagou US$ 220 milhões (cerca de R$ 370 milhões) em multas no ano passado depois de admitir responsabilidade por fixação de preços nos Estados Unidos. A LG Display recebeu uma multa de € 215 milhões (cerca de R$ 479 milhões), enquanto que a AU Optronics foi multada em € 116,8 milhões (R$ 260,2 milhões). Outras duas empresas menores, Chunghwa Picture Tubes e a HanStar Display, receberam multas de € 9 milhões (R$ 20 milhões) e € 8,1 milhões (R$ 18 milhões) respectivamente. A líder do setor, Samsung Electronics, também participou do cartel, mas escapou de ser multada depois que alertou a Comissão sobre a existência do acordo ilegal. As multas focaram na fixação de preços de painéis LCD usados em telas planas de televisores, monitores de computador e notebooks. A investigação inicial da Europa também incluía telas LCD menores, como as usadas em celulares, câmeras e tocadores de MP3, mas as multas acabaram não incluindo esses produtos. "Era um cartel muito bem organizado", disse Joaquin Almunia, representante do órgão regulador da União Europeia. Entre outubro de 2001 e fevereiro de 2006, as empresas tiveram cerca de 60 reuniões, a maior parte em hotéis em Taiwan. O cartel teve um impacto de cerca de € 7 bilhões no mercado europeu de telas. <i>As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. </i>

    Leia tudo sobre: TELECOM E TI

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG