EUA pode iniciar reforma da regulação bancária

Washington- Senado americano pode aprovar hoje o debate sobre uma reforma no sistema bancário depois da última crise financeira

EFE |

O senador democrata Christopher Dodd, de Connecticut e que preside o Comitê de Bancos do Senado, e seu colega Richard Shelby, do Alabama, o republicano de mais alta categoria no comitê, disseram que há acordos básicos sobre a reforma da regulação bancária.

Mas Dodd, da mesma forma que o chefe da maioria democrata no Senado, Harry Reid, de Nevada, acredita que o debate deve ser iniciado já e deveria ser aprovada uma legislação em breve, enquanto que Shelby e vários republicanos acham que o projeto não está pronto ainda.

Já o chefe da minoria republicana, o senador Mitch McConnell, de Kentucky, disse que "ainda não há um compromisso bipartidário, mas o teremos em breve".

Os republicanos não têm no Senado votos suficientes para impedir que o debate comece.

A Câmara de Representantes já aprovou sua versão de uma reforma no sistema de regulamentação de bancos e empresas financeiras.

O Governo do presidente Barack Obama propôs a criação de uma reserva de fundos para socorrer os bancos que se aproximem da insolvência, mas também promove estipulações mais estritas que impeçam a consolidação de bancos em entidades de tal magnitude que seus problemas ameacem todo o sistema financeiro.

Além disso, o Governo e os democratas propõem regulamentações que limitem as especulações com instrumentos financeiros de alto risco, e o impacto da derrubada desses mercados sobre a totalidade do sistema bancário.

    Leia tudo sobre: criseEUAsistema financeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG