Liu chegou aos Estados Unidos como estudante universitário e trabalhou para a Dow Chemicals por 27 anos

Um cientista de origem chinesa foi declarado culpado nesta segunda-feira por um juri federal americano por roubar documentos secretos da empresa Dow Chemicals e vendê-los a companhias chinesas.

Um juri federal de Bâton Rouge (Louisiana, sul) condenou Wen Chyu Liu, de 74 anos, também conhecido como David Liou, por viajar à China e vender informação confidencial relacionada com materiais sintéticos fabricados pelo gigante americano de química e biotecnologia, utilizados na indústria automobilística e da construção.

O acusado, cuja pena ainda não foi declarada, enfrenta uma pena de 10 anos de prisão e uma multa de 500 mil dólares.Procedente da China, Liu chegou aos Estados Unidos como estudante universitário e trabalhou para a Dow Chemicals entre 1965 e 1992.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.