Tiopental faz o réu dormir para que ele não sofra quando duas outras substâncias são injetadas

Treze estados americanos pediram por escrito ao departamento de Justiça ajuda para conseguir tiopental, um anestésico utilizado na execução da pena de morte e que não é mais fabricado nos Estados Unidos.

"Estudaremos a demanda", afirmou nesta quinta-feira Alisa Finelli, porta-voz do departamento americano, à AFP.Desde meados de 2010 os Estados Unidos não dispõem de tiopental, o anestésico aprovado pela Suprema Corte para as execuções.

Este produto faz o réu dormir para que ele não sofra quando duas outras substâncias são injetadas: uma que paralisa os músculos e outra que para o coração.lum/gde/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.