Morre Angela Castro, irmã mais velha de Fidel e Raúl

Segundo site, Angelita, como era conhecida pela família, sofria de Alzheimer e será cremada no povoado de Birán

iG São Paulo |

Angela Castro, a irmã mais velha dos líderes cubanos Fidel e Raúl Castro, morreu nesta terça-feira em Havana aos 88 anos, informou o site Café Fuerte.

De acordo com outra irmã, Juanita Castro, Angela sofria do mal de Alzheimer e tinha passado "muito tempo" em uma clínica. "Ela nunca saiu de casa e nunca mais a vi desde que abandonei o país", disse Juanita, que vive nos EUA desde 1964. "É a tragédia de todas as famílias cubanas divididas."

Saiba mais: Veja o especial do iG sobre Cuba

Segundo o site, a imprensa oficial cubana não noticiou a morte de Angelita, como era conhecida pela família. Juanita disse que não participará do funeral de sua irmã, marcado para quinta-feira no povoado natal, Birán, na província de Holguín. O corpo será cremado.

Nascida em 2 de abril de 1923, Angela María Castro Ruz era a mais velha dos sete filhos de Ángel Castro Argiz e Lina Ruz González. Além de seis irmãos ainda vivos, Angela deixa cinco filhos: Tania, Ileana, Mirsa, Mario e José Antonio Fraga Castro, assim como vários netos.

Com EFE

    Leia tudo sobre: cubafidel castroraúl castroangela castrohavana

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG