Cuba aumentará acesso ao crédito para impulsionar setor privado

Novas possibilidades de crédito para compra de bens e insumos e outros serviços bancários serão abertos a partir de 20 de dezembro

iG São Paulo |

Cuba abrirá no próximo mês novas possibilidades de crédito e outros serviços bancários para incentivar as empresas privadas, dando continuidade às reformas empreendidas pelo presidente Raúl Castro para reviver a frágil economia socialista.

Saiba mais:
- Cuba autoriza agricultor a vender diretamente ao setor turístico
- Cuba legaliza compra e venda de propriedades privadas
- Cuba detalha regras para compra e venda de carros, proibidas por 50 anos
- Parlamento de Cuba aprova reformas econômicas

O jornal oficial Granma, do Partido Comunista, publicou que "os trabalhadores autônomos e de outros modelos de gestão estatal terão a possibilidade de solicitar créditos para financiar a compra de bens e insumos para um melhor desempenho de sua atividade".

Também segundo o jornal, as novas alternativas de empréstimos se destinam a aumentar a produção agrícola, o trabalho autônomo e a construção de moradias.

"As normas que regem a política de crédito e outros serviços bancários entrarão em vigor em 20 de dezembro e são destinadas principalmente a estimular a produção nacional que produz moeda ou que substitui as importações", relatou o Granma, citando um decreto publicado no Diário Oficial (www.gacetaoficial.cu).

Dessa forma, os favorecidos pelo decreto-lei poderão abrir contas correntes para cobranças e pagamentos relacionados ao seu negócio, explicou a publicação.

Cuba arrendou terras ociosas para cerca de 150 mil agricultores ao longo dos últimos dois anos e desde outubro de 2010 concedeu licenças para realização de trabalho privado para mais de 340 mil cubanos, quando várias modalidades de atividades privadas foram aprovadas pelo Estado .

As novas opções de acesso ao crédito são o mais recente movimento do Executivo para abrir mais a economia doméstica dentro do plano de mais de 300 reformas aprovadas em abril durante um congresso do Partido Comunista.

Desde que assumiu a Presidência, em 2008, Raúl vem tomando uma série de medidas econômicas que pretende aumentar o peso da iniciativa privada na ilha. Essas reformas têm como objetivo "atualizar" o socialismo cubano.

*Com Reuters e Ansa

    Leia tudo sobre: cubafidel castroraúl castrocréditobanco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG