País tem uma moeda usada por turistas e outra por cubanos; segundo governo, mudança será em etapas

O governo de Cuba anunciou nesta terça-feira (22) que está começando a abandonar seu sistema de dualidade monetária, mas não revelou detalhes sobre o ritmo ou a escala da mudança.

Conheça a nova home do Último Segundo

Veja o especial do iG sobre Cuba

Presidente cubano, Raúl Castro, discursa em evento oficial do Dia da Revolução, em Guantánamo
AP
Presidente cubano, Raúl Castro, discursa em evento oficial do Dia da Revolução, em Guantánamo


Cem pontos: Cuba oferecerá acesso público à internet

No Brasil: Yoani cobra posição do governo sobre direitos humanos em Cuba

O presidente Raúl Castro disse esse ano que o governo comunista deve eliminar o sistema, no qual o vital setor do turismo usa uma moeda fixada a uma taxa quase equivalente ao dólar - o peso conversível (CUC) - e os cubanos usam pesos que valem cerca de US$ 0,05 cada que não podem ser diretamente convertidos em moedas estrangeiras - o peso cubano (CUP).

Miguel: Conheça o ex-professor que pode suceder os irmãos Castro em Cuba

Sucessor: Reeleito, Raúl Castro confirma transição política em Cuba

O sistema foi construído dessa forma para isolar e proteger o governo comunista de Cuba. Mas como muitos bens subsidiados só podem ser comprados com o peso conversível, o sistema acabou criando uma classe de cubanos mais prósperos - aqueles que possuem acesso à moeda turística.

O jornal estatal de Cuba Granma disse que o governo vai estabelecer a medida em etapas.

Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.