Protestos contra blogueira cubana suspendem exibição de filme na Bahia

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Evento que contou com a presença de Yoani Sánchez teve que ser alterado após jovens acusarem dissidente de trabalhar para os EUA: 'Cuba sim! Ianques não', gritavam

Futura Press
A blogueira cubana Yoani Sánchez ministra palestra no Museu Parque do Saber, em Feira de Santana

Manifestantes pró-Cuba na Bahia impediram a exibição de um documentário com a mais conhecida dissidente cubana, a blogueira Yoani Sánchez, que participava do evento na noite de segunda-feira (18). Após mais de uma década, Yoani conseguiu deixar a ilha e fará uma viagem de 80 dias ao redor do mundo que teve o Brasil como a primeira parada.

Aeroportos: Blogueira Yoani Sánchez chega ao Brasil e é recebida por manifestantes

Pequenos grupos de manifestantes já tinham confrontado Yoani nos aeroportos de Recife e de Salvador, onde ela desembarcou. Eles a chamaram de "mercenária" financiada pela CIA e jogaram notas falsas de dólar enquanto ela caminhava. Um dos manifestantes puxou seu cabelo.

Yoani também encontrou apoiadores de sua causa e publicou em seu Twitter mensagens positivas sobre sua estada no Brasil. Entretanto, durante a exibição do documentário Conexão Cuba-Honduras, no Museu Parque do Saber, em Feira de Santana, cerca de 40 manifestantes cercaram a dissidente no momento em que ela passou pela porta, gritando "Cuba sim! Ianques não!", forçando os guardas a retirá-la e encaminhá-la para uma sala ao lado.

Leia mais: Blogueira Yoani Sánchez inicia viagem ao exterior pelo Brasil

Flexibilização: Cuba indica que permitirá viagens de dissidentes sob nova lei

"Eu esperava por isso, mesmo antes de deixar Cuba e eu sabia que podia acontecer", disse Yoani minutos depois de entrar na sala onde foi levada para se proteger. "É triste, porque esperei um ano por isso, e eu realmente queria assistir ao filme."

Cerca de uma hora depois de ter sido levada para fora da sala de exibição, Yoani, acompanhada pelo senador Eduardo Suplicy (PT-SP), falou à multidão, composta de apoiadores e opositores.

"Depois de ficar em silêncio por muito tempo, depois de viver em uma sociedade onde não falar era a opção para a maioria dos meus compatriotas, depois de tanto silêncio, um belo dia eu não pude mais aguentar e comecei a escrever um blog", disse, em meio a vaias e palmas, em referência ao seu site, "Generación Y". Yoani permaneceu na sala por 45 minutos para depois deixar o evento.

Veja o especial do iG sobre Cuba

A possibilidade de Yoani deixar Cuba foi vista como um teste das novas leis migratórias do país, anunciadas em outubro, que eliminaram a necessidade da permissão para deixar a ilha, imposta aos moradores por cinco décadas.

As autoridades de Cuba podem continuar negando viagens, alegando defesa da "segurança nacional", e entre outros motivos, o que explica por que outros dissidentes enfrentarem restrições. Ainda assim, a queda da restrição é vista como uma das reformas mais significativas do presidente Raúl Castro para renovar alguns elementos da economia, do governo e da sociedade de Cuba.

"A reforma da imigração não tem a profundidade que esperávamos, mas já é uma mudança", disse Yoani. "Onde não vemos mudanças é na área política, precisamos ter liberdade de associação, liberdade de expressão. Sem isso, as reformas são incompletas."

Perfil: Blogueira de Cuba ensina o ativismo online sem internet

Futura Press
Manifestantes em favor do regime cubano protestam contra blogueira dissidente Yoani Sánchez


Ela acrescentou que as reformas que tiveram maior impacto nas vidas dos cubanos foram as no "âmbito econômico. Dando terras improdutivas para as pessoas produzirem é importante, a liberdade para comprar e vender carros que parece uma coisa pequena é uma tremenda mudança".

A viagem de Yoani para o Brasil foi paga através de doações pela internet - o diretor do documentário Conexão Cuba-Honduras, Dado Galvão, lançou a campanha para reunir fundos. A Prefeitura de Feira de Santana, onde o filme deveria ter sido exibido, pagou pela sua hospedagem.

Com AP

Leia tudo sobre: yoani sánchezgiro yoani sánchezcubaraúl castrofidel castrobrasilbahia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas