Cuba condena Carromero a quatro anos de prisão por acidente que matou Payá

Espanhol é considerado culpado por morte de dissidente; condenação é menor que a pedida pela promotoria, de sete anos

EFE |

EFE

A justiça cubana condenou o jovem espanhol Ángel Carromero a quatro anos de prisão pela morte dos dissidentes Oswaldo Payá e Harold Cepero em um acidente de carro , informou nesta segunda-feira o site oficial Cubadebate.

A sentença diminuiu em três anos a condenação solicitada pela promotoria cubana no julgamento de Carromero, realizado em 5 de outubro na cidade de Bayamo.

Leia também:  Cuba abre processo penal contra espanhol por acidente que matou Payá

AP
Ángel Carromeno, considerado culpado pela morte de Oswaldo Payá (05/10)

"De acordo com a gravidade dos fatos, que resultaram na lamentável morte de duas pessoas como consequência da conduta imprudente de Carromero Barrios, o tribunal o condenou a quatro anos de prisão", afirmou a nota divulgada por Cubadebate.

Tanto o acusado como o promotor poderão recorrer da decisão do Supremo Tribunal Popular.

Ángel Carromero, um dirigente das Novas Gerações do Partido Popular em Madri, conduzia o carro alugado que em 22 de julho sofreu um acidente de trânsito nas proximidades de Bayamo.

Saiba mais: Veja o especial do iG sobre a vida em Cuba

No veículo viajavam os cubanos Oswaldo Payá, de 60 anos, líder do opositor Movimento Cristão de Libertação (MCL), e Harold Cepero, também integrante deste grupo, que morreram em consequência do impacto do carro contra uma árvore.

Outro passageiro era o sueco Jens Aron Modig, líder das Juventudes Democrata-Cristãs de seu país, que como Carromero ficou levemente ferido. Modig foi autorizado a deixar a ilha dias depois do acidente.

O julgamento contra Carromero foi realizado em 5 de outubro em Bayamo. A promotoria pediu sete anos de prisão, enquanto a defesa alegava a inocência do réu. A família de Payá sempre questionou a versão oficial do acidente de trânsito e não apresentou acusações contra Carromero ao considerá-lo inocente.

    Leia tudo sobre: cubaángel carromenooswaldo payápayá

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG