TJDF nega mandado de segurança de Arruda e sessão de impeachment está mantida

O desembargador Otávio Augusto Barbosa do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF) negou o mandado de segurança dos advogados de José Roberto Arruda para adiar a sessão da manhã desta quinta-feira que analisará o relatório de impeachment do governador do DF, preso há cerca de três semanas.

Agência Estado |


A sessão está mantida para ocorrer ainda pela manhã. Neste momento, o deputado Batista das Cooperativas (PRP) ¿ relator da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) e da comissão que analisa os quatro processos contra Arruda ¿ lê a defesa do governador afastado.

A defesa de Arruda defendia o adiamento da sessão ao alegar que deveria ser cumpridas as 48 horas da publicação do relatório no Diário da Câmara Legislativa, o que ocorreu apenas às 17 horas da terça-feira (2). Assim, a sessão deveria ocorrer no fim da tarde, de acordo com os advogados. 

Leia mais sobre: Arruda  - Escândalo no DF

    Leia tudo sobre: escândalo no df

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG