Secretário do DEM no Distrito Federal não consegue visitar Arruda

BRASÍLIA - O secretário-geral do Democratas (DEM) do Distrito Federal, Flávio Couri, está neste momento na Superintendência da Polícia Federal para o que chamou de uma visita de solidariedade ao governador licenciado José Roberto Arruda, preso desde quinta-feira (11) acusado de envolvimento em esquema de corrupção. Couri, no entanto, não foi autorizado a entrar.

Agência Brasil |

Segundo ele, o fato de o Democratas ter deixado o governo do Distrito Federal (GDF) não o impede de visitar Arruda. "Não estou discutindo o que ele fez. É uma questão humana, militamos juntos politicamente. Não é uma visita política, nem jurídica, é uma visita de solidariedade".

Couri reiterou que todos os democratas que ocupam cargos no GDF devem entregá-los até quinta-feira (17), à exceção do governador em exercício, Paulo Octávio, que cumpre dever constitucional. Os que não o fizerem até quinta enfrentarão um processo disciplinar no partido.

O DEM aguarda que o governador em exercício entregue o cargo que ocupa na direção nacional da legenda.

    Leia tudo sobre: arrudaescândaloescândalo no df

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG