Polícia Federal estuda desdobramento da Operação Caixa de Pandora no DF

Delegado responsável vai decidir por novas linhas e frentes de investigação e a realização de depoimentos

Lucas Ferraz, iG Brasília |

A Polícia Federal analisa a possibilidade de um novo desdobramento da Operação Caixa de Pandora, que investiga um suposto esquema de corrupção envolvendo o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), secretários de governo, deputados distritais e empresários.

O delegado Alfredo Junqueira, responsável na PF pelo caso, recebeu a íntegra do inquérito, que é presidido pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Fernando Gonçalves. O policial vai decidir por novas linhas e frentes de investigação e a realização de depoimentos de personagens ligados ao caso.

Há no material recebido pelo delegado, além de documentos, os depoimentos prestados no início de dezembro pelo ex-secretário Durval Barbosa, pivô e delator do escândalo que quase derrubou o governador Arruda - há vários pedidos de impeachment contra ele na Câmara Distrital. Mas o governador nega envolvimento no esquema e diz estar sendo vítima de perseguição política. 

Detalhe: pelo menos 12 dos 24 deputados são citados no suposto esquema. O delegado Junqueira também recebeu algumas das perícias do material recolhido no dia da operação, em 28 de novembro. A análise dos R$ 400 mil apreendidos, contudo, ainda não foi concluída.

    Leia tudo sobre: arrudaescândalo no df

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG