Justiça do DF afasta deputada envolvida em mensalão

Eurides Brito (PMDB) deve permanecer fora do cargo até a conclusão das investigações contra ela no Conselho de Ética da Casa

iG São Paulo |

O juiz Álvaro Ciarlini, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, afastou nesta sexta-feira a deputada distrital Eurides Brito (PMDB) da Câmara Legislativa. De acordo com o juiz, a parlamentar deve permanecer fora do cargo até a conclusão das investigações contra ela no Conselho de Ética da Casa, segundo informou a assessoria do tribunal. 

Eurides é investigada pelo suposto envolvimento no esquema de corrupção do DF, o chamado "mensalão do DEM". Ela aparece num vídeo, gravado em 2006, no qual recebe maços de dinheiro das mãos de Durval Barbosa, ex-secretário de Relações Institucionais do governo e delator do esquema de corrupção em Brasília. 

Em abril, o mesmo juiz já havia bloqueado os bens da deputada e também dos ex-deputados Júnior Brunelli (PSC) e Leonardo Prudente (sem partido), investigados por suposto envolvimento no "mensalão do DEM". Brunelli e Leonardo Prudente renunciaram aos respectivos mandatos para evitar um processo de cassação. Eurides preferiu enfrentar a investigação do Conselho de Ética da Câmara Legislativa.

    Leia tudo sobre: iGescândalo no dfbrasília

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG