Estudantes "testam" segurança da Câmara de Brasília

Grupo com cerca de 30 manifestantes, em sua maioria estudantes, tenta entrar por diferentes acessos no prédio

Severino Motta, iG Brasília |

Um grupo com cerca de 30 manifestantes, em sua maioria estudantes, está testando a segurança da Câmara Legislativa do Distrito Federal, onde acontecerá a eleição indireta para escolha do governador que sucederá José Roberto Arruda e comandará Brasília até dezembro.

O grupo, que há cerca de uma hora estava na entrada principal da Câmara, circulou pelo prédio e empurrou os portões laterais de acesso ao estacionamento. O ato fez com que cerca de 10 policiais da tropa de choque da Polícia Militar corressem pelos corredores da Câmara, sempre indo de encontro aos manifestantes.

Após três tentativas frustradas, o grupo retornou à entrada principal do Legislativo e passou a gritar palavras de ordem como: Policial, pai de família, não defenda essa quadrilha e Oh! Tony o governo deu pane, deu pane Tony, de pane, numa referência à primeira explicação dada por Arruda em relação ao dinheiro que recebeu de seu ex-secretário e delator do chamado mensalão do DEM, Durval Barbosa.

À época, Arruda afirmou que o dinheiro seria usado para comprar panetones para famílias carentes.

Eleição

A eleição para o governo do Distrito Federal terá como eleitores os deputados distritais. Duas candidaturas são as mais fortes. A do governador interino Wilson Lima (PR) e de Rogério Rosso, indicado para a disputa pelo PMDB.

Até a manhã de sexta-feira Lima era o favorito. Articulações de ontem para hoje, contudo, arregimentaram votos para Rosso que agora, em contagens extra-oficiais feitas por aliados, detém a maioria dos votos.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG