Envolvido em esquema é nomeado deputado distrital

O Diário da Câmara Legislativa do Distrito Federal traz publicado na edição de hoje a nomeação de Pedro do Ovo (PRP), suplente do governador interino do DF, Wilson Lima (PR), como deputado distrital. Ele assume o cargo já sendo alvo da Mesa Diretora, que pode pedir a abertura de processo disciplinar contra o deputado.

Agência Estado |

Pedro é citado como um dos beneficiários do "mensalão do DEM", esquema de corrupção que seria chefiado pelo governador afastado, José Roberto Arruda.

O deputado recém empossado está impedido pelo Tribunal de Justiça do DF de votar no processo de impeachment que corre contra Arruda na Câmara por não ser considerado isento para julgar o caso. Ao todo, o TJ-DF decretou a suspeição de dez deputados e suplentes.

Presidente eleito da Câmara Legislativa, Wilson Lima, titular da vaga de Pedro do Ovo, pediu licença do cargo para assumir interinamente o governo do Distrito Federal, uma vez que o governador José Roberto Arruda está preso pela Polícia Federal por obstruir as investigações do "mensalão do DEM" e Paulo Octávio, eleito vice na chapa de Arruda, renunciou ao cargo.

Das 24 cadeiras da Câmara Legislativa, uma continua vaga. É a do ex-deputado Júnior Brunelli (PSC), que renunciou para fugir do processo disciplinar. O primeiro suplente da coligação é Geraldo Naves (ex-DEM), que está preso na penitenciária da Papuda por obstrução das investigações do "mensalão do DEM".

    Leia tudo sobre: escândalo no df

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG