DEM decide dissolver diretório do partido no DF

BRASÍLIA - A Executiva Nacional do Democratas aprovou nesta tarde a dissolução do Diretório Regional do Distrito Federal. O senador Marco Maciel será o responsável pelo Diretório.

iG São Paulo |

O pedido de dissolução foi antecipado pelo presidente em exercício do diretório, Osório Adriano, e aceito pela executiva nacional do partido. Para que a Executiva Nacional busque uma solução foi que eu pedi a autodissolução antes que outros pedissem a intervenção. É uma solução menos traumática para todos do partido, disse Adriano.

Esse pedido foi aceito por unanimidade. A regional do partido vai ser dissolvida sob a coordenação do senador Marco Marciel, que é encarregado de organizar o diretório nacional. Foi uma decisão menos traumática que agradou a todos, disse o secretário de Transportes do DF.

O partido deve ficar sob coordenação de Marco Marciel no DF por pouco mais de um mês, prevê Fraga. Durante esse período, os filiados do DEM no Distrito Federal podem usar o nome da legenda. O senador Marco Maciel (DEM-PE) vai comandar o processo de formação de um novo comando do partido no DF. Alguns dos dirigentes regionais poderão ser mantidos dentro da nova estrutura do diretório regional.

Acredito que essa dissolução durará no máximo 30 a 40 dias - tempo no qual terá que ser composto um novo diretório regional. É muito melhor uma coisa nesse sentido que uma intervenção da forma como era a ideia inicial. Salva quem verdadeiramente não tem nenhum envolvimento com os escândalos e há condições de a gente reconstruir esse novo diretório regional, analisou.

A dissolução ocorre após a saída do partido do governador afastado José Roberto Arruda e o ex-vice-governador Paulo Octávio, que era presidente do diretório regional.

O DEM também decidiu que os filiados terão de deixar cargos que ocupam no governo do Distrito Federal. Fraga disse que deixará o cargo de secretário dos Transportes nos próximos dias. A saída, segundo ele, não ocorrerá de forma imediata porque ele precisa tomar medidas de transição. Houve a deliberação para que eu deixe o governo, e eu disse que acataria se houvesse deliberação da Executiva. Pedi mais alguns dias para fazer a transição necessária.

O presidente nacional do DEM, deputado federal Rodrigo Maia (RJ), não fixou prazo que os filiados do partido deixem seus cargos. Quem não seguir essa diretriz pode ser advertido, suspenso ou expulso. Todos aqueles que tiverem pretensão eleitoral deixarão o governo, com certeza. Os que não têm pretensão talvez pretendam continuar no governo e deixar o partido, disse Maia.

Primeira reunião

O governador em exercício do Distrito Federal, Wilson Lima (PR), se reuniu nesta quarta-feira pela primeira vez com o secretariado , no Buritinga, sede administrativa do GDF, localizada em Taguatinga. No encontro, convocado para discutir a governabilidade, ele pediu colaboração para que as instituições funcionem normalmente.

Agência Brasil
Wilson Lima faz sua primeira reunião com secretários

Amigo de José Roberto Arruda, o deputado distrital Wilson Lima, eleito pelo PR, usou do bom trânsito entre os colegas para ser içado, no início do mês, a presidente da Câmara Legislativa. Foi nomeado após a saída de Leonardo Prudente, flagrado guardando dinheiro na meia, com votos de 17 dos 24 parlamentares. Desses 17, oito são investigados pela Operação Caixa de Pandora. Prudente e Eurides Brito, também flagrado recebendo dinheiro , estudam reunciar aos mandatos até quarta-feira.

Com a falta de credibilidade da Câmara Legislativa, os deputados estudam fazer uma emenda na Lei Orgânica do DF nos próximos 15 dias para abrir a possibilidade de uma eleição indireta no próximo mês.

Considerado afável e simpático pelos colegas, Wilson Lima recebeu dos colegas o apelido de deputado ursinho. "O Wilson Lima é muito amável no trato pessoal, sim, mas essa amabilidade não se sobrepõe aos mandos do governador", pondera a deputada Érika Kokay (PT).

* com informações da Aência Estado e Agência Brasil

Leia também:

Saiba mais sobre escândalo no DF


    Leia tudo sobre: escândalo no df

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG