BRASÍLIA - A advogada Luciana Lóssio, que defende o governador cassado do Distrito Federal, José Roberto Arruda, nos processos relativos à questão eleitoral, deve entrar, ainda nesta segunda, com recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), defendendo a permanência dele no cargo. A informação foi dada pela própria advogada no início da tarde, ao deixar a sede da Superintendência da Polícia Federal, onde Arruda está preso desde o dia 11 de fevereiro.

Ao recorrer da decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que determinou a perda do mandato do governador cassado por desfiliação partidária, a advogada pretende manter a prerrogativa de chefe de Estado de Arruda, o que evitaria a transferência dele para um presídio comum, que, no caso, seria o Complexo Penitenciário da Papuda.

Arruda é acusado de chefiar um suposto esquema de corrupção, que beneficiaria deputados distritais e assessores do governo do Distrito Federal e foi desvendado pela Polícia Federal na Operação Caixa de Pandora. O governador foi preso por envolvimento na tentativa de suborno de uma testemunha do suposto esquema de corrupção.

(Agência Brasil)

Leia mais sobre Arruda

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.