Defesa de Arruda estuda medida judicial para suspender prisão

BRASÍLIA - Os advogados de defesa do governador licenciado José Roberto Arruda estudam uma medida judicial para suspender a prisão dele, decretada na última quinta-feira (11) pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Agência Brasil |

Segundo o advogado José Gerardo Grossi, a medida está sendo avaliada considerando que o julgamento do mérito do pedido de habeas corpus, já negado em caráter liminar pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), pode demorar para ser levado ao plenário.

O STF aguarda manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR), para onde foi encaminhada a decisão do ministro. Após parecer da PGR, o plenário do Supremo poderá julgar o mérito do pedido de habeas corpus.

"Não podemos apostar tudo numa ficha só", disse Grossi, ao comentar a possibilidade de o STF reverter a decisão de Marco Aurélio Mello no julgamento do mérito.

O advogado informou que o governador está naturalmente abatido, mas que tem recebido a visita diária de um médico para acompanhar seu estado de saúde.

O almoço de Arruda hoje foi arroz feijão, bife e batata frita, levado de fora das dependências da Polícia Federal.

    Leia tudo sobre: arrudaescândaloescândalo no df

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG