Candidato do PCdoB desiste e reduz para cinco o número de candidatos a governador do DF

O ex-assessor especial do Ministério do Planejamento Messias de Souza (PcdoB) desistiu de concorrer à eleição indireta para o governo do Distrito Federal (DF).

Agência Brasil |

Ouvi muitos apelos de que é preciso derrotar o esquema montado pelos ex-governadores [José Roberto] Arruda e [Joaquim] Roriz, disse Messias, ao anunciar a desistência. Com isso, caiu para cinco o número de candidatos ao cargo.

As eleições serão realizadas nesta tarde, na Câmara Legislativa do DF, em meio a protestos na porta do prédio.

Neste momento, os deputados distritais estão reunidos na casa do ex-secretário de Transportes Alberto Fraga, para definir qual candidatura apoiar. Seu partido, o DEM, ameaça votar no candidato do PT, Antônio Ibañez, em protesto porque o candidato do PMDB, Rogério Rosso, tem recebido apoio do presidente de seu partido, Tadeu Fillipelli.

Com isso, a eleição deverá ir para o segundo turno, que provavelmente será disputado por Ibañez e pelo governador em exercício, Wilson Lima (PR).

Lima tem dito que só aceitará ir para o segundo turno se tiver a garantia dos votos para vencer. Caso contrário, desiste da disputa, volta à presidência da Câmara Legislativa e concorre à reeleição como deputado distrital em outubro.

    Leia tudo sobre: brasiliaescândalo no df

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG