Associação de Procuradores exalta prisão de Arruda

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) exaltou a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de decretar a prisão preventiva do governador licenciado do Distrito Federal, José Roberto Arruda, e outros quatro acusados de envolvimento em corrupção e tentativas de obstrução da Justiça no processo que investiga esquema desmantelado pela Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal. O decreto é uma amostra incontestável do importante papel da Justiça no combate à corrupção no País, afirmou em nota o presidente da entidade, Antonio Carlos Bigonha.

Agência Estado |

"Essa decisão traz conforto não somente à sociedade brasiliense, no momento de crise vivido pela capital federal, mas a todo o País de que atos ilegais como os denunciados em Brasília não ficarão impunes."

Bigonha destacou também como relevante o pedido de intervenção federal no governo de Brasília, solicitado pela Procuradoria-Geral da República (PGR). Ele informou ainda que a ANPR entrou como parte interessada na ação ajuizada pela PGR que pede a inconstitucionalidade da Lei Orgânica do Distrito Federal. A lei vincula a abertura de uma ação contra Arruda unicamente à autorização da Câmara Legislativa. "O STF tem em suas mãos uma ação que pode definir o futuro do governador Arruda e contribuir para a diminuição da corrupção no País", afirmou Bigonha, em nota.

Leia também:

    Leia tudo sobre: escândalo no df

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG