Arruda prepara malas para viajar

Destino ainda é desconhecido, mas ex-governador tem manifestado preferência por passar alguns dias numa cidade litorânea

Severino Motta, iG Brasília |

José Roberto Arruda, ex-governador do Distrito Federal, está preparando suas malas para viajar. Ele deve deixar Brasília nos próximos dias, mais provável entre esta quarta-feira e quinta. A saída da capital faz parte de sua estratégia de isolamento da política do Distrito Federal.

Seu destino ainda é desconhecido, mas, segundo pessoas ligadas à família com quem a reportagem do iG conversou, o ex-governador tem manifestado preferência por passar alguns dias numa cidade litorânea pouco movimentada.

A decisão, porém, não está fechada. Como o ex-governador não quer se expor ao público e à imprensa, o que seria inevitável caso embarcasse num avião de carreira, ele pode optar por ficar em uma fazenda. A logística para sua viagem e a possibilidade de algum amigo lhe emprestar um pequeno avião para o deslocamento influenciará na escolha de seu destino.

Arruda não precisará de aval do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para deixar Brasília e se refugiar em outra cidade desde que dentro do Brasil. Como a decisão da Corte não fez menção a possíveis viagens, a assessoria do Tribunal explicou que, no caso do ex-governador, a praxe é um comunicado revelando seu destino e se colocando à disposição da Justiça para uma eventual convocação.

A reportagem do iG também conversou com o Procurador-Geral da República, Roberto Gurgel, sobre a liberdade de Arruda e sua pretensão de viajar.

Segundo ele, a decisão do STJ de soltar o ex-governador, mesmo que contrariando recomendação da Procuradoria, tem de ser respeitada. Contudo, destacou que o Ministério Público estará acompanhando o Arruda. "O Ministério Público estará atento para que ele (Arruda) não volte a influir [nas investigações sobre o mensalão do DEM]", disse Gurgel.

    Leia tudo sobre: escândalo no df

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG