Aliado que livraria Arruda pode ficar com o cargo de governador

Amigo do governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda, o deputado distrital Wilson Lima, eleito pelo PR, usou do bom trânsito entre os colegas para ser içado, no início do mês, a presidente da Câmara Legislativa com votos de 17 dos 24 parlamentares. Com a missão de manobrar a favor do governador nos processos de impeachment, Lima não teve tempo de agir.

Agência Estado |

Arruda foi preso pela Polícia Federal e o governador em exercício, Paulo Octávio, sem sustentação política, pode renunciar. A missão de Lima, agora, pode ser maior que o previsto. Ele é o próximo na linha sucessória do governo do Distrito Federal.

Considerado afável e simpático pelos colegas, Wilson Lima recebeu dos colegas o apelido de deputado ursinho. "O Wilson Lima é muito amável no trato pessoal, sim, mas essa amabilidade não se sobrepõe aos mandos do governador", pondera a deputada Érika Kokay (PT).

A petista conta que antes da crise política assolar o DF, certa vez o deputado mandou cortar das notas taquigráficas um discurso no qual ela chamou Arruda de "governador de plástico". "Ele disse que Arruda era de carne e osso e era governador dele. Mandou cortar meu microfone e apagou meu discurso das notas. A fidelidade dele é canina." As informações são do jornal O Estado de S.Paulo .

Leia também:

Leia mais sobre: Wilson Lima

    Leia tudo sobre: arrudaescândalo no dfjosé roberto arruda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG