Enquanto Paulo Octávio (DEM), governador em exercício do Distrito Federal, anunciava em Brasília sua disposição de se manter à frente do cargo até decisão da Justiça, o deputado ACM Neto, vice-presidente nacional do DEM, divulgou nota, durante a tarde, afirmando que o partido fará de tudo para desvincular completamente a legenda do governo do DF.

O DEM já orientou seus filiados a deixarem o governo do DF, inclusive Paulo Octávio, que assumiu o posto após a renúncia de José Roberto Arruda (sem partido).

O deputado afirmou que a intervenção no diretório estadual do DEM no DF é um caminho "provável" e disse que Paulo Octávio seria expulso caso não renunciasse ao cargo, como era aguardado nesta quinta-feira ¿ o que de fato não aconteceu.

ACM Neto afirmou na nota que quem não renunciar vai ser expulso da legenda.

Já pagamos um preço muito caro por tudo o que já aconteceu e sem responsabilidade alguma. Não podemos continuar vinculados a esse governo.

Leia mais em Escândalo no DF

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.