Em experimento, Lula põe fogo em biodiesel sobre a própria mesa

Presidente mostra resultado de pesquisas feitas pela Vale para combustíveis limpos a partir do eucalipto e cinzas de carvão

iG São Paulo |

null

Não é de hoje que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva costuma fazer propaganda no exterior sobre os produtos desenvolvidos pelas empresas brasileiras. Mas Lula também faz questão de mostrar aos chefes de governo e de Estados que visitam o gabinete presidencial uma experiência das qualidades dos produtos brasileiros.

Na presença da reportagem do iG , Lula fez uma experiência colocando fogo numa amostra de biodiesel fornecido pela mineradora Vale, destacando o fato de a queima do combustível ser inodora e não gerar fumaça como o diesel tradicional produzido a partir de fontes fósseis. Segundo Lula, as amostras de biodiesel foram obtidas de celulose de eucalipto e cinzas de carvão. (Assista ao vídeo)

null

 “O Brasil tem uma revolução preparada para o mundo assistir e participar que é a revolução do biocombustível”, disse o presidente.

A produção do biodiesel se dá através de uma reação química. O óleo vegetal é misturado com metanol e catalisadores dentro de um reator com temperatura que varia entre 60ºC e 70ºC, gerando o combustível renovável.

Na quarta-feira, véspera da entrevista de Lula ao iG, o presidente da Vale, Roger Agnelli, entregou uma amostra de biodiesel do complexo industrial que a empresa possui em Moçambique, na África. “É uma amostra de um dos estudos que a Vale está fazendo em busca de novas fontes de energia limpa”, informou a empresa.

    Leia tudo sobre: LulabiodiselVale

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG